14 de agosto

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
11/03/22 às 9h22 - Atualizado em 9/05/22 às 16h58

Novos PEC e faixa de pedestres beneficiam moradores do Sudoeste

COMPARTILHAR

Os moradores do Sudoeste pediram e vão ganhar. Na CLSW 300, um Ponto de Encontro Comunitário (PEC) é a concretização de um sonho antigo da comunidade, que queria um espaço de lazer ali no lugar de um lixão. Já no acesso à SQSW 303 e 304, uma nova faixa de pedestre e rampas de acessibilidade vão dar mais segurança aos pedestres.

O trabalho vem sendo executado por equipes do GDF Presente, em parceria com a administração regional. Oito reeducandos da Fundação Nacional de Amparo ao Preso (Funap), órgão da Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus), auxiliam servidores da administração e da companhia nas ações.

Na área mista da quadra 300 – onde há imóveis residenciais e comerciais – se uniu o útil ao agradável. Uma área descampada, onde o descarte de lixo era grande, vai dar lugar a um PEC. A iniciativa foi de moradores e comerciantes que cotizaram valores para executar o piso do equipamento. Os aparelhos serão instalados pela Novacap.

“Sentíamos falta de um local de encontro e um espaço de exercícios para quem não gosta de academias. Daí, surgiu a ideia do PEC e comecei a arrecadar o dinheiro”, explica a aposentada Elisa Lima, 62, síndica de um dos blocos da localidade. “Com o dinheiro, adquirimos cimento, areia, material suficiente para fazer 17 metros cúbicos de concreto. A base do PEC está pronta”, comemora a senhora. Esse será o 17º ponto de ginástica do Sudoeste.

Mais segurança e respeito

Ali próximo, na entrequadra 303/304, a demanda dos moradores era por uma travessia mais segura e acessibilidade. A rua dá acesso a duas quadras residenciais e a uma escola particular, por isso o trânsito no local é intenso. Para Carlos Roberto Dias, 13 anos, que estuda na região e sempre passa no local, a melhoria é providencial.

“O movimento é grande, principalmente nos horários de pico. Tem a escolinha, gente circulando no comércio. Se tiver a faixa, fica bem mais seguro”, adianta o garoto, ao revelar que o pai também trabalha no comércio do bairro. “Já vi também cadeirantes passando por aqui. Então as rampas facilitam para eles”, completa.

Os operários concluíram o rebaixamento das calçadas esta semana e duas rampas de acessibilidade foram construídas. No mesmo ponto, virá a faixa de pedestres, que será pintada pelo Detran-DF.

“Essas benfeitorias são importantes para a segurança de todos: idosos, crianças e também as pessoas com deficiência. Eles precisam ser respeitados e ter segurança na travessia”, aponta a administradora Walkiria Ribeiro. “Estamos viabilizando com o Detran outras duas faixas em quadras residenciais”, diz. Sobre o PEC, Walkiria classificou como uma parceria bem-sucedida entre o governo e a população.

Fonte: Agência Brasília

Mapa do site Dúvidas frequentes